NicveAgua.jpg

Micvê 

O que é um micvê?
Micvê significa “junção” (de águas) de fonte natural, preservadas a uma temperatura agradável. O micvê parece ser uma piscina à primeira vista, mas sua concepção envolve detalhes minuciosos da Lei Judaica para que receba o status de casher – apropriada – para uso ritual pela comunidade judaica.
Possui instalações modernas e mantém um rigoroso controle de higiene, enviando amostras de material para laboratórios de análise periodicamente. Tudo isto somado garante todas as facilidades e conforto que lembram um spa. O micvê tem se revelado o maior tesouro no sucesso da relação de um casamento judaico.

NicveNoivaVaso.jpg

Quando é usado?
A imersão em um micvê é um evento sempre acompanhado de profundo significado: é realizada por uma noiva antes de seu casamento, por um convertido como a última etapa em seu processo de conversão, além de seu uso mensal pelas mulheres judias que preservam a mitsvá de Taharat Hamishpachá, Pureza Familiar.
As relações íntimas entre o casal são interrompidas a partir do início do fluxo menstrual até o final da contagem de mais sete “dias brancos”, perfazendo um período de separação de no mínimo doze dias. Ao final desta contagem é realizada a imersão e as relações são retomadas. Para detalhes sobre esta contagem e demais preparativos consulte um Rabino.

NicveSalaEspera.jpg 

Preparativos para a imersão
Nenhuma interferência deverá existir no contato entre a mulher e as águas do micvê. Por este motivo, deve-se remover jóias, maquiagem, esmalte, cremes, etc.
No micvê do Beit Chabad não é necessário trazer toalhas ou artigos de higiene, pois é oferecido um kit completo com todo material necessário, além de toalhas e roupões disponíveis em cada uma das cinco dependências, minuciosamente limpos e esterilizados.
A imersão em si leva apenas alguns minutos. Concentre-se, relaxe, aproveite para fazer seus pedidos mais íntimos e mergulhe nas águas que trarão bençãos de saúde, vida, paz e renovação ao seu lar.
Por que devo ir ao micvê?
Qualquer mulher deseja ter um casamento feliz, “que dure para sempre” e que se mantenha longe da monotonia. Como manter a chama sempre acesa e uma relação renovada? A resposta é através desta mitsvá!
“Mas eu não sou observante, ainda não guardo o Shabat...”
Cada ato possui um valor único, o qual somos incapazes de medir ou avaliar. Muitas mulheres que ainda não cumprem outras mitsvot – preceitos da Torá – vão ao micvê mensalmente. Este ato tem um poder retroativo: mesmo com o passar dos anos, esta fonte de “águas vivas” continua atraindo bênçãos de saúde e sucesso material e espiritual ao casal e a seus filhos.

 

Noiva

O primeiro mergulho
Um dos momentos mais emocionantes de uma mulher é o dia de seu casamento, o que envolve muitos preparativos. Para a mulher judia há um significado ainda mais profundo e singular: seu primeiro mergulho em um micvê.

Esta imersão marca o cumprimento da mitsvá de Taharat Hamishpachá – Pureza Familiar. Este ato tem o potencial Divino de refletir em seu relacionamento mais íntimo: renovar mensalmente o amor de seu marido. O dia da imersão de uma noiva no micvê deve ser baseado em seu período menstrual e deve ocorrer não mais do que quatro dias antes do casamento. 

NicveSofa.jpg


Micvê do Beit Chabad Central
Minya Esther
Rua Melo Alves, 580 – S. Paulo
Aberta diariamente após o anoitecer

Agendamento para o micvê:
de segunda a quinta-feira
com Flora Levaton
após as 18h
fone: 3081-3081